Como Bem Sei

Print Friendly, PDF & Email

Como Bem Sei (Bertold Brecht)

Como bem sei
Os impuros viajam para o inferno
Através do céu inteiro.
São levados em carruagens transparentes:
Isto embaixo de vocês, lhe dizem
É o céu.
Eu sei que lhes dizem isso
Pois imagino
Que justamente entre eles
Há muitos que não o reconheceriam, pois eles
Precisamente
Imaginavam-no mais radiante

Publicações relacionadas

O Último Número O Último Número (Augusto dos Anjos) Hora da minha morte. Hirta, ao meu lado, ...
Ofélia Ofélia (Arthur Rimbaud) Tradução de Jorge Wanderley ...
Vilegiatura Vilegiatura (Álvaro de Campos) O sossego da noite, na vilegiatura do alto; O...
Permanência Permanência (Adolfo Casais Monteiro) Não peçam aos poetas um caminho. O poeta...

Deixe uma resposta