Da inquieta esperança

Print Friendly, PDF & Email

Da inquieta esperança (Mário Quintana)

Bem sabes Tu, Senhor, que o bem melhor é aquele
Que não passa, talvez, de um desejo ilusório.
Nunca me dê o Céu… quero é sonhar com ele
Na inquietação feliz do Purgatório.

Publicações relacionadas

A rosa de Albert, que tocaba, ... A rosa de Albert, que tocaba, pensativa, el arpa (siglo XX) (Rafael Alberti) ...
A ponte A ponte (Mario Benedetti) Do livro "Pergunt...
Mulata Mulata (Nicolás Guillén) De Motivos de Son Ya yo ...
A Perfeição A Perfeição (Cruz e Souza) A Perfeição é a celeste ciência Da cristalização ...

Deixe uma resposta