El alba denominadora

Print Friendly, PDF & Email

El alba denominadora (Rafael Alberti)

A embestidas suaves y rosas, la madrugada te iba poniendo nombres:
Sueño equivocado, Ángel sin salida, Mentira de lluvia en bosque.
Al lindero de mi alma, que recuerda los ríos,
indecisa, dudó, inmóvil:
¿Vertida estrella, Confusa luz en llanto, Cristal sin voces?
No.
Error de nieve en agua, tu nombre.

Publicações relacionadas

Ergue, criança, a fronte condo... Ergue, criança, a fronte condorina ... (Augusto dos Anjos) Soneto Ao meu p...
Não te salves Não te salves (Mario Benedetti) Não fiques parado a beira do caminho, não c...
Vencido Vencido (Augusto dos Anjos) No auge de atordoadora e ávida sanha Leu tudo, d...
Rosário Rosário (Vinicius de Moraes E eu que era um menino puro Não fui perder minha...

Deixe uma resposta