Em meio à multidão

Print Friendly, PDF & Email

Em meio à multidão (Walt Whitman)

Em meio à multidão de homens e mulheres
dou com alguém a chamar por mim
por meio de sinais secretos e divinos:
de ninguém mais toma conhecimento
– pai, marido, mulher, irmão ou filho,
não tem parente mais chegado que eu –
há alguns que fazem confusão,
mas esse não,
esse aí me conhece.

Ah amante e perfeito semelhante,
eu bem sabia que você me encontraria
com tão débeis disfarces,
e quando eu o encontrei
percebi que também eu o reconhecia
pelo mesmo em você.

Publicações relacionadas

Pré-história Pré-história (Murilo Mendes) Mamãe vestida de rendas Tocava piano no caos. ...
O fazedor de amanhecer O fazedor de amanhecer (Manoel de Barros) Sou leso em tratagens com máquina. ...
Romance del emplazado Romance del emplazado (Federico Garcia Lorca) Para E...
Alucinação à Beira-mar Alucinação à Beira-mar (Augusto dos Anjos) Um medo de morrer meus pés esfriav...

Deixe uma resposta