Às vezes com as pessoas a quem amo

Print Friendly, PDF & Email

Às vezes com as pessoas a quem amo (Walt Whitman)

Às vezes com as pesoas a quem amo
fico cheio de raiva
por medo de estar só eu dando amor
sem ser retribuído;
e agora eu penso que não pode haver amor
sem retribuição, que a paga é certa
de uma forma ou de outra.
(Amei certa pessoa ardentemente
e meu amor não foi correspondido,
mas foi daí que eu tirei estes cantos.)

Publicações relacionadas

Um cinturão Um cinturão (Graciliano Ramos) As minhas primeiras relações com a justiça for...
Dispersão Dispersão (Mário de Sá Carneiro) Perdi-me dentro de mim Porque eu era labir...
Canto íntimo Canto íntimo (Augusto dos Anjos) Meu amor, em sonhos erra, Muito longe, alti...
Amor e Crença Amor e Crença (Augusto dos Anjos) E sê bendita! H. Sienkiewicz Sabes que ...

Deixe uma resposta