Às vezes com as pessoas a quem amo

Print Friendly, PDF & Email

Às vezes com as pessoas a quem amo (Walt Whitman)

Às vezes com as pesoas a quem amo
fico cheio de raiva
por medo de estar só eu dando amor
sem ser retribuído;
e agora eu penso que não pode haver amor
sem retribuição, que a paga é certa
de uma forma ou de outra.
(Amei certa pessoa ardentemente
e meu amor não foi correspondido,
mas foi daí que eu tirei estes cantos.)

Publicações relacionadas

O Oceano O Oceano (George Gordon Byron) (Tradução de Castro Alves) Rola, Oceano pro...
Descobrimento Descobrimento (Mário de Andrade) Abancado à escrivaninha em São Paulo Na min...
Quadrilha Quadrilha (Carlos Drummond de Andrade) João amava Teresa que amava Raimundo ...
O Mar O Mar (Augusto dos Anjos) O mar é triste como um cemitério, Cada rocha é uma...

Deixe uma resposta