Pranto para comover Jonathan

Print Friendly, PDF & Email

Pranto para comover Jonathan (Adélia Prado)

Os diamantes são indestrutíveis?
Mais é meu amor.
O mar é imenso?
Meu amor é maior,
mais belo sem ornamentos
do que um campo de flores.
Mais triste do que a morte,
mais desesperançado
do que a onda batendo no rochedo,
mais tenaz que o rochedo.
Ama e nem sabe mais o que ama.

Publicações relacionadas

Romanxe de Nossa Señora da Bar... Romanxe de Nossa Señora da Barca (Federico Garcia Lorca) Seis Poemas Galegos ...
Terra dos homens I Terra dos homens I (Antoine de Saint-Exupéry) Trechos do livro " Se às vez...
Epitáfio Epitáfio (Walt Whitman) Eu parto com o ar – sacudo minha neve branca ao sol q...
Opiniones Opiniones (Juan Gelman) Do livro "Gotán" Un ...

Deixe uma resposta