Objeto de amar

Print Friendly, PDF & Email

Objeto de amar (Adélia Prado)

De tal ordem é e tão precioso
o que devo dizer-lhes
que não posso guardá-lo
sem que me oprima a sensação de um roubo:
cu é lindo!

Fazei o que puderdes com esta dádiva.
Quanto a mim dou graças
pelo que agora sei
e, mais que perdôo, eu amo.

Publicações relacionadas

Você e nós Você e nós (Mario Benedetti) Tradução Vocês quando amam exigem bem estar ...
A luva A luva (Augusto dos Anjos) Para o Augusto Belmont Pensa na glória! Arfa-lh...
Quando será?! Quando será?! (Cruz e Souza) Quando será que tantas almas duras Em tudo, já ...
Adiamento Adiamento (Álvaro de Campos) Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã... ...

Deixe uma resposta