É muito claro

Print Friendly, PDF & Email

É muito claro (Ana Cristina Cesar)

é muito claro
amor
bateu
para ficar
nesta varanda descoberta
a anoitecer sobre a cidade
em construção
sobre a pequena constrição
no teu peito
angústia de felicidade
luzes de automóveis
riscando o tempo
canteiros de obras
em repouso
recuo súbito da trama.

Publicações relacionadas

Preceito 08 Preceito 08 (Gregório de Matos) As culpas, que me dão nele, são, que em t...
Mulata Mulata (Nicolás Guillén) De Motivos de Son Ya yo ...
Irene no céu Irene no céu (Manuel Bandeira) Irene preta Irene boa Irene sempre de bom hu...
Acordo de Noite Acordo de Noite (Alberto Caeiro) De O...

Deixe uma resposta