Gozo insatisfeito

Print Friendly, PDF & Email

Gozo insatisfeito (Augusto dos Anjos)

Entre o gozo que aspiro, e o sofrimento
De minha mocidade, experimento
O mais profundo e abalador atrito…
Queimam-me o peito cáusticos de fogo
Esta ânsia de absoluto desafogo
Abrange todo o círculo infinito.

Na insaciedade desse gozo falho
Busco no desespero do trabalho,
Sem um domingo ao menos de repouso,
Fazer parar a máquina do instinto,
Mas, quanto mais me desespero, sinto
A insaciabilidade desse gozo!

Publicações relacionadas

A Espantosa Realidade das Cous... A Espantosa Realidade das Cousas (Alberto Caeiro) A espantosa realidade...
Soledades I Soledades I (Antonio Machado) He andado muchos caminos, (Tenho andado mui...
A velha izerguil A velha izerguil (Máximo Gorki) Ouvi estes relatos perto de Akkerman, na Bess...
El Principito – XIX El Principito - XIX (Antoine de Saint-Exupéry) El principito subió a una alta...

Deixe uma resposta