A uma que lhe chamou pica-flor

Print Friendly, PDF & Email

A uma que lhe chamou pica-flor (Gregório de Matos)

Se Pica-flor me chamais
Pica-flor aceito ser
mas resta agora saber
se no nome que me dais
meteis a flor que guardais
no passarinho melhor.
Se me dais este favor
sendo só de mim o Pica
e o mais vosso, claro fica
que fico então Pica-flor.

Publicações relacionadas

Quando entre nós só havia uma ... Quando entre nós só havia uma carta (Ana Cristina Cesar) Quando entre nós só ...
Poema Sujo – um fragment... Poema Sujo - um fragmento: "Velocidades" (Ferreira Gullar) Mas na cidade havi...
Uma folha às mãos dadas Uma folha às mãos dadas (Walt Whitman) Uma folha às mãos dadas! Vocês, pesso...
Parábola Parábola (Antonio Machado) Erase de un marinero que hizo un jardín junto al ...

Deixe uma resposta