Leve

Print Friendly, PDF & Email

Leve (Alberto Caeiro)

De O Guardador de Rebanhos

Leve, leve, muito leve,
Um vento muito leve passa,
E vai-se, sempre muito leve.
E eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo.

Publicações relacionadas

Cruzou por mim, veio ter comig... Cruzou por mim, veio ter comigo, numa rua da Baixa (Álvaro de Campos) Cruzou ...
Filho da Floresta, Água e Made... Filho da Floresta, Água e Madeira (Thiago de Mello Filho da floresta, água...
O grande Momento O grande Momento (Cruz e Souza) Inicia-te, enfim, Alma imprevista, Entra no ...
Canto de Onipotência Canto de Onipotência (Augusto dos Anjos) Cloto, Átropos, Tifon, Laquesis, Siv...

Deixe uma resposta