O Cúmplice

Print Friendly, PDF & Email

O Cúmplice (Jorge Luis Borges)

Tradução

Me crucificaram e eu devo ser a cruz e os cravos.
Me oferecem a taça e eu devo ser a cicuta.
Me enganam e eu devo ser a mentira.
Me incendiam e eu devo ser o inferno.
Devo louvar e agradecer cada instante do tempo.
Meu alimento são todas as coisas.
O peso preciso do universo, a humilhação, o júbilo.
Devo justificar minha ventura ou minha desventura.
Sou o poeta.

Publicações relacionadas

Oswald morto Oswald morto (Ferreira Gullar) Enterraram ontem em São Paulo um anjo antrpó...
A ponte A ponte (Mario Benedetti) Do livro "Pergunt...
Farewell Farewell (Pablo Neruda) Desde el fondo de ti, y arrodillado, un niño tr...
Estado de ânimo Estado de ânimo (Mario Benedetti) Tradução As vezes me sinto como uma águ...

Deixe uma resposta