O Suicida

Print Friendly, PDF & Email

O Suicida (Jorge Luis Borges)

Tradução

Não restará na noite uma estrela.
Não restará a noite.
Morrerei e comigo a soma
Do intolerável universo.
Apagarei a acumulação do passado.
Farei pó a história, pó e pó.
Estou olhando o último poente.
Ouço o último pássaro.
Deixo nada para ninguém.

Publicações relacionadas

Não te salves Não te salves (Mario Benedetti) Não fiques parado a beira do caminho, não c...
Pálida Inocência Pálida Inocência (Álvares de Azevedo) Cette image du ciel - innocence et beau...
Balada feroz Balada feroz (Vinicius de Moraes Canta uma esperança desatinada para que enfu...
El puñal El puñal (Jorge Luis Borges) En un cajón hay un puñal. Fue forjado en Toled...

Deixe uma resposta