Vontade de dormir

Print Friendly, PDF & Email

Vontade de dormir (Mário de Sá Carneiro)

Fios de oiro puxam por mim
a soerguer-me na poeira —
Cada um para seu fim,
Cada um para seu norte…
……………………………………………………………
— Ai que saudade da morte…
………………………………………………………….
Quero dormir… ancorar…
……………………………………………………………

Arranquem-me esta grandeza!
— P’ra que me sonha a beleza
Se a não posso transmigrar?…

Publicações relacionadas

Un Poeta Sajón Un Poeta Sajón (Jorge Luis Borges) Tú cuya carne, hoy dispersión y polvo, P...
Uma folha às mãos dadas Uma folha às mãos dadas (Walt Whitman) Uma folha às mãos dadas! Vocês, pesso...
Um Renque de Árvores Um Renque de Árvores (Alberto Caeiro) ...
A desobediência civil – ... A desobediência civil - II (Henry David Thoreau) continuação da parte I ...

Deixe uma resposta