Vontade de dormir

Print Friendly, PDF & Email

Vontade de dormir (Mário de Sá Carneiro)

Fios de oiro puxam por mim
a soerguer-me na poeira —
Cada um para seu fim,
Cada um para seu norte…
……………………………………………………………
— Ai que saudade da morte…
………………………………………………………….
Quero dormir… ancorar…
……………………………………………………………

Arranquem-me esta grandeza!
— P’ra que me sonha a beleza
Se a não posso transmigrar?…

Publicações relacionadas

Adélia por Adélia Adélia por Adélia (Adélia Prado) "Uma das mais remotas experiências poéticas ...
Não me Importo com as Rimas Não me Importo com as Rimas (Alberto Caeiro) ...
Estado de ânimo Estado de ânimo (Mario Benedetti) Tradução As vezes me sinto como uma águ...
Enquanto eu lia o livro Enquanto eu lia o livro (Walt Whitman) Enquanto eu lia o livro, a famosa bio...

Deixe uma resposta