Anunciação sem oxalá

Print Friendly, PDF & Email

Anunciação sem oxalá (Mario Benedetti)

Do livro “Queimar as naves”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Te anuncio terra virgem que parirás felicidade

depois de ressecar-se dividida e de absorver até a última
gota de sangue como adubo inesperado
depois de afundar-te sulco abrir-te tumba e cumprir a sagrada
missão de consternar-se os entardeceres
depois do aguaceiro radioativo e a baba limpa de deus

terravirgem
parirás felicidade

e não haverá ninguém para recolhê-la.

Publicações relacionadas

Sonho Branco Sonho Branco (Cruz e Souza) De linho e rosas brancas vais vestido, ...
A minha vida é um barco abando... A minha vida é um barco abandonado (Fernando Pessoa) A minha vida é um barco...
Às vezes entre a tormenta Às vezes entre a tormenta (Fernando Pessoa) Às vezes entre a tormenta, quan...
Os Doentes Os Doentes (Augusto dos Anjos) I Como uma cascavel que se enroscava A ci...

Deixe uma resposta