Anunciação sem oxalá

Print Friendly, PDF & Email

Anunciação sem oxalá (Mario Benedetti)

Do livro “Queimar as naves”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Te anuncio terra virgem que parirás felicidade

depois de ressecar-se dividida e de absorver até a última
gota de sangue como adubo inesperado
depois de afundar-te sulco abrir-te tumba e cumprir a sagrada
missão de consternar-se os entardeceres
depois do aguaceiro radioativo e a baba limpa de deus

terravirgem
parirás felicidade

e não haverá ninguém para recolhê-la.

Publicações relacionadas

Canção da garoa Canção da garoa (Mário Quintana) Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grit...
Ovos da páscoa Ovos da páscoa (Adélia Prado) O ovo não cabe em si, túrgido de promessa, a n...
Idealismo Idealismo (Augusto dos Anjos) Falas de amor, e eu ouço tudo e calo! O amor d...
Revista Verde REVISTA VERDE Uma publicação modernista nascida no interior de Minas. A...

Deixe uma resposta