Anunciação sem oxalá

Print Friendly, PDF & Email

Anunciação sem oxalá (Mario Benedetti)

Do livro “Queimar as naves”
Tradução de Julio Luís Gehlen

Te anuncio terra virgem que parirás felicidade

depois de ressecar-se dividida e de absorver até a última
gota de sangue como adubo inesperado
depois de afundar-te sulco abrir-te tumba e cumprir a sagrada
missão de consternar-se os entardeceres
depois do aguaceiro radioativo e a baba limpa de deus

terravirgem
parirás felicidade

e não haverá ninguém para recolhê-la.

Publicações relacionadas

Dialética Dialética (Vinicius de Moraes É claro que a vida é boa E a alegria, a única...
Sonetos ao Pai Sonetos ao Pai (Augusto dos Anjos) I ...
Decadência Decadência (Augusto dos Anjos) Iguais às linhas perpendiculares Caíram, como...
Uma Amiga Uma Amiga (Antero de Quental) Aqueles que eu amei, nao sei que vento Os dis...

Deixe uma resposta