Página branca

Print Friendly, PDF & Email

Página branca (Arnaldo Antunes)

O inverno é eterno no pólo norte. Os dias dilatam no
verão. A água gira em sentido anti-horário nos ralos
das pias do japão. A patagônia fica ao norte do pólo
sul. A groenlândia fica ao sul do sul do sul da pata-
gônia. O mundo é redondo. Um país ao leste pode es-
tar a oeste se você for pelo caminho mais comprido.
Os carrinhos de aeroporto no brasil são empurrados,
como os carrinhos de bebê e os de supermercados. Os
carrinhos de aeroporto dos estados unidos são pu-
xados. Os chineses e os yanomamis e os tailandeses
e os ticuna e os bororo e os vietnamitas têm os olhos
puxados. Os relógios da suíça têm um ponteiro maios
que o outro, como os outros. As bússolas de marro-
cos têm um ponteiro, como as outras, só. A terra do
fogo é fria. A areia do saara é como a areia da praia,
mas fica longe do mar. O mar cerca todos os lugares.
O saara fica longe de qualquer lugar. As cidades
crescem mas os continentes continuam do mesmo
tamanho; crescem na maré baixa e encolhem na
maré cheia. A guiana francesa fica longe da frança.
A áfrica do sul é na áfrica. O equador fica no meio
do mapa. O hawai fica no meio do mar.

Publicações relacionadas

Canto íntimo Canto íntimo (Augusto dos Anjos) Meu amor, em sonhos erra, Muito longe, alti...
Bacanal Bacanal (Manuel Bandeira) Quero beber! cantar asneiras No esto brutal das be...
Nada me demove Nada me demove (Paulo Leminski) nada me demove ainda vou ser o pai dos ...
Elegia a Jacques Roumain no cé... Elegia a Jacques Roumain no céu de Haití (Nicolás Guillén) ...

Deixe uma resposta