Para a liberdade e luta

Print Friendly, PDF & Email

Para a liberdade e luta (Paulo Leminski)

me enterrem com os trotskistas
na cova comum dos idealistas
onde jazem aqueles
que o poder não corrompeu

me enterrem com meu coração
na beira do rio
onde o joelho ferido
tocou a pedra da paixão.

Publicações relacionadas

Poema com absorvências Poema com absorvências (Adélia Prado) Poema com absorvências no totalmeute p...
Adivinanzas Adivinanzas (Nicolás Guillén) De West Indies Ltd. ...
Elegia quase uma ode Elegia quase uma ode (Vinicius de Moraes I Choro. Choro atrozmente, como os...
Ave Libertas Ave Libertas (Augusto dos Anjos) Ao clarão irial da madrugada, Da liberdade ...

Deixe uma resposta