Pregão

Print Friendly, PDF & Email

Pregão (Mario Benedetti)

Tradução

Senhor que não me olha
olhe um pouco
eu tenho uma pobreza para você
limpa
novinha
bem desinfetada
vale quarenta
e eu, lhe dou por dez

Senhor que não me encontra
procure um pouco, mova a mão
desloque o pé
busque em sua sorte
em todos os cantos
pense nas muitas coisas
que não foi

Lhe vendo a pobreza
é uma insígnia
na lapela pode convencer
que coisas raras passam no mundo
você tem água
eu não tenho sede

Tem sua cáscara
seu Deus
seu diabo
sua fé nos céus
e sua má fé
tem tudo menos a pobreza
se não a compra
chorará depois
vá como propraganda
como amostra
quem sabe goste e coloque cem
pobreza sem os pobres
por suposto
já que os pobres nunca cheiram bem

pobreza abstrata
sem farrapos
pulcra
nobre ao direito
nobre ao revés
pobreza linda para ser contada
depois da sobremesa
e antes do café

senhor que não me olha
olhe um pouco
eu tenho a pobreza para você
melhor, não lhe vendo
lhe presenteio
a pobreza por esta única vez.

Publicações relacionadas

Ideal Ideal (Augusto dos Anjos) Quero-te assim, formosa entre as formosas, No olha...
Vagabundo Vagabundo (Álvares de Azevedo) "Eat, drink, and love; what can the rest avail...
Ave Libertas Ave Libertas (Augusto dos Anjos) Ao clarão irial da madrugada, Da liberdade ...
O frasco O frasco (Charles Pierre Baudelaire) ...

Deixe uma resposta