Qualquer pano, quando está sujo

Print Friendly, PDF & Email

Qualquer pano, quando está sujo (Bertold Brecht)

Qualquer pano, quando está sujo
Fica branco, quando é lavada.
Mas olhando-o contra o sol
Vê-se logo que está manchado.

Publicações relacionadas

A Floresta A Floresta (Augusto dos Anjos) Em vão com o mundo da floresta privas!... - T...
O Corrupião O Corrupião (Augusto dos Anjos) Escaveirado corrupião idiota, Olha a atmosfe...
Eu, eu mesmo… Eu, eu mesmo... (Álvaro de Campos) Eu, eu mesmo... Eu, cheio de todos os can...
Se às Vezes Digo que as Flores... Se às Vezes Digo que as Flores Sorriem (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta