Qualquer pano, quando está sujo

Print Friendly, PDF & Email

Qualquer pano, quando está sujo (Bertold Brecht)

Qualquer pano, quando está sujo
Fica branco, quando é lavada.
Mas olhando-o contra o sol
Vê-se logo que está manchado.

Publicações relacionadas

Oh ! Páginas da Vida que Eu Am... Oh ! Páginas da Vida que Eu Amava (Alvares Azevedo) Oh! Páginas da vida que ...
Precisamos de você Precisamos de você (Bertold Brecht) Aprende - lê nos olhos, lê nos olhos - a...
Livro de Leitura Livro de Leitura (Johann Wofgang von Goethe) O mais singular livro dos livros...
Rostro de vos Rostro de vos (Mario Benedetti) Tengo una soledad tan concurrida tan llen...

Deixe uma resposta