A vida escolástica

Print Friendly, PDF & Email

A vida escolástica (Gregório de Matos)

Mancebo sem dinheiro, bom barrete
Medíocre o vestido, bom sapato
Meias velhas, calção de esfola-gato
Cabelo penteado, bom topete;
Presumir de dançar, cantar falsete,
Jogo de fidalguia, bom barato,
Tirar falsídia ao moço do seu trato,
Furtar a carne à ama, que promete;
A putinha aldeã achada em feira,
Eterno murmurar de alheias famas,
Soneto infame, sátira elegante;
Cartinhas de trocado para a freira,
Comer boi, ser Quixote com as damas,
Pouco estudo: isto é ser estudante.

Publicações relacionadas

Torre de ouro Torre de ouro (Cruz e Souza) Desta torre desfraldam-se altaneiras, ...
Andorinha Andorinha (Manuel Bandeira) Andorinha lá fora está dizendo: — "Passei o di...
O Binômio de Newton O Binômio de Newton (Álvaro de Campos) O Binômio de Newton é tão belo como a ...
Alucinação à Beira-mar Alucinação à Beira-mar (Augusto dos Anjos) Um medo de morrer meus pés esfriav...

Deixe uma resposta