No segundo ano de minha fuga

Print Friendly, PDF & Email

No segundo ano de minha fuga (Bertold Brecht)

No segundo ano de minha fuga
Li em um jornal, em língua estrangeira
Que eu havia perdido minha cidadania.
Não fiquei triste nem alegre
Ao ver meu nome entre muitos outros
Bons e maus.
A sina dos que fugiam não me pareceu pior
Do que a sina dos que ficavam.

Publicações relacionadas

Os Peitos Os Peitos (Arnaldo Antunes) Mulheres têm dois peitos. Os homens têm ...
Balada feroz Balada feroz (Vinicius de Moraes Canta uma esperança desatinada para que enfu...
En la lucha de clases En la lucha de clases (Paulo Leminski) en la lucha de clases todas las ar...
Tática e estratégia Tática e estratégia (Mario Benedetti) Tradução Minha tática é olhar-te a...

Deixe uma resposta