Ai daqueles

Print Friendly, PDF & Email

Ai daqueles (Paulo Leminski)

Ai daqueles
Que se amaram sem nenhuma briga
Aqueles que deixaram
Que a mágoa nova
Virasse a chaga antiga

Ai daqueles que se amaram
Sem saber que amar é pão feito em casa
E que a pedra só não voa
Porque não quer
Não porque não tem asa.

Publicações relacionadas

Trova Trova (Mário Quintana) A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,...
Eros e Psiquê Eros e Psiquê (Álvaro de Campos) ( ...E assim vêdes, meu Irmão, que as verdad...
Volúpia Imortal Volúpia Imortal (Augusto dos Anjos) Cuidas que o genesíaco prazer, Fome do á...
Passa uma Borboleta Passa uma Borboleta (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta