Ai daqueles

Print Friendly, PDF & Email

Ai daqueles (Paulo Leminski)

Ai daqueles
Que se amaram sem nenhuma briga
Aqueles que deixaram
Que a mágoa nova
Virasse a chaga antiga

Ai daqueles que se amaram
Sem saber que amar é pão feito em casa
E que a pedra só não voa
Porque não quer
Não porque não tem asa.

Publicações relacionadas

Meu Deus, me dê a coragem Meu Deus, me dê a coragem (Clarice Lispecto) Meu Deus, me dê a coragem de ...
Quem se defende Quem se defende (Bertold Brecht) Quem se defende porque lhe tiram o ar Ao lh...
O Próprio Ser eu Canto O Próprio Ser eu Canto (Walt Whitman) O próprio se eu canto: canto a pessoa...
Tarde de Outono Tarde de Outono (Álvares de Azevedo) Un souvenir heureux est peut-être sur...

Deixe uma resposta