Ao meu amigo

Print Friendly, PDF & Email

Ao meu amigo/strong> (Mario Benedetti)

Estou orgulhoso e feliz
de ser seu amigo.
Te quero, e mereces
que te queira muito mais.
Em ti não há necessidade de explicações
Te equivocastes? Não importa.
Aproveita a experiência
e retifica o caminho
Não estou aqui para julgar teus atos
mas sim para entender suas razões.
Viemos ao mundo
para compartilhar a vida.
Te respeito, acima de todas as coisas
não me deves nada.
Te quero, portanto
sois livre.
O amor não pode ter correntes.

Publicações relacionadas

Ápice Ápice (Mário de Sá Carneiro) O raio do sol da tarde Que uma janela perdida ...
Preceito 07 Preceito 07 (Gregório de Matos) Já pelo sétimo entrando sem alterar o ton...
Navio que Partes Navio que Partes (Alberto Caeiro) Navio que partes para longe, Por que é ...
Mi Vida Entera Mi Vida Entera (Jorge Luis Borges) Aqui otra vez, los labios memorables, unic...

Deixe uma resposta