As minhas Ansiedades

Print Friendly, PDF & Email

As minhas Ansiedades (Fernando Pessoa)

As minhas ansiedades caem
Por uma escada abaixo.
Os meus desejos balouçam-se
Em meio de um jardim vertical.
Na Múmia a posição é absolutamente exata.

Música longínqua,
Música excessivamente longínqua,
Para que a Vida passe
E colher esqueça aos gestos.

Publicações relacionadas

Se Eu Pudesse Se Eu Pudesse (Alberto Caeiro) De O...
Apostila Apostila (Álvaro de Campos) Aproveitar o tempo! Mas o que é o tempo que eu o...
O menino que carregava água na... O menino que carregava água na peneira (Manoel de Barros) Tenho um livro sobr...
Saudades Saudades (Florbela Espanca) Do Livro de Soror Sa...

Deixe uma resposta