As minhas Ansiedades

Print Friendly, PDF & Email

As minhas Ansiedades (Fernando Pessoa)

As minhas ansiedades caem
Por uma escada abaixo.
Os meus desejos balouçam-se
Em meio de um jardim vertical.
Na Múmia a posição é absolutamente exata.

Música longínqua,
Música excessivamente longínqua,
Para que a Vida passe
E colher esqueça aos gestos.

Publicações relacionadas

Stella Stella (Machado de Assis) Já raro e mais escasso A noite arrasta o manto, ...
A cada canto um grande conselh... A cada canto um grande conselheiro (Gregório de Matos) A cada canto um grand...
Como um Grande Borrão Como um Grande Borrão (Alberto Caeiro) ...
Todos os Dias Todos os Dias (Alberto Caeiro) Todos os dias agora acordo com alegria e ...

Deixe uma resposta