Dos nossos males

Print Friendly, PDF & Email

Dos nossos males (Mário Quintana)

A nós bastem nossos próprios ais,
Que a ninguém sua cruz é pequenina.
Por pior que seja a situação da China,
Os nossos calos doem muito mais…

Publicações relacionadas

Os detratores e desafetos do “... Os detratores e desafetos do “Bruxo do Cosme Velho”(Machado de Assis) ...
O apanhador de desperdícios O apanhador de desperdícios (Manoel de Barros) Uso a palavra para compor meus...
Como eu te amo Como eu te amo (Gonçalves Dias) Como se ama o silêncio, a luz, o aroma, O or...
Regenerada Regenerada (Augusto dos Anjos) De mãos postas, à luz de frouxos círios ...

Deixe uma resposta