Trova

Print Friendly, PDF & Email

Trova (Mário Quintana)

A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,
Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.
Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali…
Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!

Publicações relacionadas

Pregão Pregão (Mario Benedetti) Tradução Senhor que não me olha olhe um pouco e...
Os Peitos Os Peitos (Arnaldo Antunes) Mulheres têm dois peitos. Os homens têm ...
Quadrilha Quadrilha (Carlos Drummond de Andrade) João amava Teresa que amava Raimundo ...
Caranguejola Caranguejola (Mário de Sá Carneiro) Ah, que me metam entre cobertores, E nã...

Deixe uma resposta