Flor da mocidade

Print Friendly, PDF & Email
Flor da mocidade(Machado de Assis)

Eu conheço a mais bela flor;
És tu, rosa da mocidade,
Nascida aberta para o amor.
Eu conheço a mais bela flor.
Tem do céu a serena cor,
E o perfume da virgindade.
Eu conheço a mais bela flor,
És tu, rosa da mocidade.

Vive às vezes na solidão,
Como filha da brisa agreste.
Teme acaso indiscreta mão;
Vive às vezes na solidão.
Poupa a raiva do furacão
Suas folhas de azul celeste.
Vive às vezes na solidão,
Como filha da brisa agreste.

Colhe-se antes que venha o mal,
Colhe-se antes que chegue o inverno;
Que a flor morta já nada val.
Colhe-se antes que venha o mal.
Quando a terra é mais jovial
Todo o bem nos parece eterno.
Colhe-se antes que venha o mal,
Colhe-se antes que chegue o inverno.

Publicações relacionadas

Por Que Mentias? Por Que Mentias? (Álvares de Azevedo) Por que mentias leviana e bela? Se min...
Romance sonâmbulo Romance sonâmbulo (Federico Garcia Lorca) (A Gl...
Soledades Soledades (Mario Benedetti) Ellos tienen razón esa felicidad al menos con...
Epitáfio Para Gorki Epitáfio Para Gorki (Bertold Brecht) Aqui jaz O enviado dos bairros da misér...

Deixe uma resposta