Máquina alguma de poupar trabalho

Print Friendly, PDF & Email

Máquina alguma de poupar trabalho (Walt Whitman)

Máquina alguma de poupar trabalho
eu fiz, nada inventei,
nem sou capaz de deixar para trás
nenhum rico donativo
para fundar hospital ou biblioteca,
reminiscência alguma
de um ato de bravura pela América,
nenhum sucesso literário ou intelectual,
nem mesmo um livro bom para as estantes
– apenas uns poucos cantos
vibrando no ar eu deixo
aos camaradas e amantes.

Publicações relacionadas

O Utopista O Utopista (Murilo Mendes) Ele acredita que o chão é duro Que todos os homen...
O dorminhoco do vale O dorminhoco do vale (Arthur Rimbaud) Tradução de Rodrigo Solano Era um ...
Para onde fores, Pai, para ond... Para onde fores, Pai, para onde fores... (Augusto dos Anjos) Sonetos ...
Canto da estrada real – ... Canto da estrada real - 15 (Walt Whitman) Traduçã...

Deixe uma resposta