Quando analiso a conquistada fama

Print Friendly, PDF & Email

Quando analiso a conquistada fama (Walt Whitman)

Quando analiso
a conquistada fama dos heróis
e as vitórias dos generais,
não sinto inveja desses generais
nem do presidente na presidência
nem do ricaço em sua vistosa mansão;
mas quando eu ouço falar
do entendimento fraterno entre dois amantes,
de como tudo se passou com eles.
de como juntos passaram a vida
através do perigo, do ódio, sem mudança
por longo e longo tempo atravessando
a juventude e a meia-idade e a velhice
sem titubeos, de como leais
e afeiçoados se mantiveram
– aí então é que eu me ponho pensativo
e saio de perto às pressas
com a mais amarga inveja.

Publicações relacionadas

Árvores do Alentejo Árvores do Alentejo (Florbela Espanca) Horas mortas... curvadas aos pés do Mo...
Círculo vicioso Círculo vicioso (Machado de Assis) Bailando no ar, gemia inquieto vagalume: ...
Trezentos cules assassinados Trezentos cules assassinados (Bertold Brecht) Trezentos cules assassinados de...
Soneto de natal Soneto de natal(Machado de Assis) Um homem, — era aquela noite amiga, Noit...

Deixe uma resposta