O Binômio de Newton

Print Friendly, PDF & Email

O Binômio de Newton (Álvaro de Campos)

O Binômio de Newton é tão belo como a Vênus de Milo.
O que há é pouca gente para dar por isso.
óóóó—óóóóóó óóó—óóóóóóó óóóóóóóó
(O vento lá fora.)

15-1-1928

Publicações relacionadas

Il Trovatore Il Trovatore (Augusto dos Anjos) Canta da torre o trovador saudoso - Addio...
A alcova A alcova (Fernando Pessoa) Desce não se por onde Até não me encontrar. ...
Toda a cidade derrota Toda a cidade derrota (Gregório de Matos) Toda a cidade derrota esta fome ...
As cousas do mundo As cousas do mundo (Gregório de Matos) Neste mundo é mais rico o que mais ra...

Deixe uma resposta