O Binômio de Newton

Print Friendly, PDF & Email

O Binômio de Newton (Álvaro de Campos)

O Binômio de Newton é tão belo como a Vênus de Milo.
O que há é pouca gente para dar por isso.
óóóó—óóóóóó óóó—óóóóóóó óóóóóóóó
(O vento lá fora.)

15-1-1928

Publicações relacionadas

Não me fechem as portas Não me fechem as portas (Walt Whitman) Não me fechem as portas, orgulhosas b...
Mater Originalis Mater Originalis (Augusto dos Anjos) Forma vermicular desconhecida Que estac...
Preceito 06 Preceito 06 (Gregório de Matos) Entremos pelos devotos do nefando Deus Cu...
Há homens que lutam um dia Há homens que lutam um dia (Bertold Brecht) Há homens que lutam um dia, e são...

Deixe uma resposta