O Universo

Print Friendly, PDF & Email

O Universo (Alberto Caeiro)

O universo não é uma idéia minha.
A minha idéia do Universo é que é uma idéia minha.
A noite não anoitece pelos meus olhos,
A minha idéia da noite é que anoitece por meus olhos.
Fora de eu pensar e de haver quaisquer pensamentos
A noite anoitece concretamente
E o fulgor das estrelas existe como se tivesse peso.

Publicações relacionadas

Poemas Neoconcretos I Poemas Neoconcretos I - um fragmento: "Velocidades" (Ferreira Gullar) mar azu...
Canção – XXXVIII (T) Canção - XXXVIII (Antonio Machado) ...
Encruzilhada Encruzilhada (Federico Garcia Lorca) Tradução de Fernando Correia da Silva ...
Zero Zero (Mario Benedetti) Do livro "Perguntas a...

Deixe uma resposta