Ontem o Pregador

Print Friendly, PDF & Email

Ontem o Pregador (Alberto Caeiro)

Ontem o pregador de verdades dele
Falou outra vez comigo.
Falou do sofrimento das classes que trabalham
(Não do das pessoas que sofrem, que é afinal quem sofre).
Falou da injustiça de uns terem dinheiro,
E de outros terem fome, que não sei se é fome de comer.
Ou se é só fome da sobremesa alheia.
Falou de tudo quanto pudesse faze-lo zangar-se.

Publicações relacionadas

Piedra de sol Piedra de sol (Octavio Paz) La treizième revient...c’est encor la première; ...
Confesso eu sou poeta Confesso eu sou poeta (Paulo Leminski) parem eu confesso sou poeta ca...
As coisas As coisas (Arnaldo Antunes) As coisas têm peso, massa, volume, tamanho,...
Fausto – Parte I (1806) ... Fausto - Parte I (1806) - resumo (Johann Wofgang von Goethe) A sede de onipot...

Deixe uma resposta