Oração

Print Friendly, PDF & Email

Oração (Charles Pierre Baudelaire)

Tradução de Paulo Cesar Pimentel

Glória e louvor a ti, Satã, lá nas alturas
Do céu onde reinastes, e nas furnas escuras
Do inferno onde, vencido, esperas com paciência!
Que um dia, junto a ti, sob a Árvore da Ciência,
Minha alma durma em paz, quando, vasta e frondosa,
Qual Templo se expandir sua coma gloriosa!

Publicações relacionadas

Los Pocillos Los Pocillos (Mario Benedetti) Los pocillos eran seis: dos rojos, dos negr...
Prendimiento de Antoñito El Ca... Prendimiento de Antoñito El Camborio en el camino de Sevilla (Federico Garcia Lo...
Baladas de uma outra terra Baladas de uma outra terra (Fernando Pessoa) Baladas de uma outra terra, alia...
Puente Puente (Nicolás Guillén) De Odas Mínimas ¿Lejos? ...

Deixe uma resposta