Oração

Print Friendly, PDF & Email

Oração (Charles Pierre Baudelaire)

Tradução de Paulo Cesar Pimentel

Glória e louvor a ti, Satã, lá nas alturas
Do céu onde reinastes, e nas furnas escuras
Do inferno onde, vencido, esperas com paciência!
Que um dia, junto a ti, sob a Árvore da Ciência,
Minha alma durma em paz, quando, vasta e frondosa,
Qual Templo se expandir sua coma gloriosa!

Publicações relacionadas

Vagabundo Vagabundo (Álvares de Azevedo) "Eat, drink, and love; what can the rest avail...
Módulo de verão Módulo de verão (Adélia Prado) As cigarras começaram de novo, brutas e brutas...
Los Espejos Los Espejos (Jorge Luis Borges) Yo que sentí el horror de los espejos no só...
El limonero El limonero (Antonio Machado) El limonero lánguido suspende una pálida rama...

Deixe uma resposta