Oração

Print Friendly, PDF & Email

Oração (Charles Pierre Baudelaire)

Tradução de Paulo Cesar Pimentel

Glória e louvor a ti, Satã, lá nas alturas
Do céu onde reinastes, e nas furnas escuras
Do inferno onde, vencido, esperas com paciência!
Que um dia, junto a ti, sob a Árvore da Ciência,
Minha alma durma em paz, quando, vasta e frondosa,
Qual Templo se expandir sua coma gloriosa!

Publicações relacionadas

Bate a luz no cimo… Bate a luz no cimo... (Fernando Pessoa) Bate a luz no cimo Da montanha, vê....
Quase Quase (Mário de Sá Carneiro) Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco m...
Coito Coito (Ferreira Gullar) Todos os movimentos do amor são noturn...
Homo Infimus Homo Infimus (Augusto dos Anjos) Homem, carne sem luz, criatura cega, Realid...

Deixe uma resposta