Profissão de febre

Print Friendly, PDF & Email

Profissão de febre (Paulo Leminski)

Quando chove,
Eu chovo,
Faz sol,
Eu faço,
De noite,
Anoiteço,
Tem Deus,
Eu rezo,
Não tem,
Esqueço,
Chove de novo,
De novo, chovo,
Assobio no vento,
Daqui me vejo,
Lá vou eu,
Gesto no movimento.

Publicações relacionadas

Nimbos Nimbos (Augusto dos Anjos) Nimbos de bronze que empanais escuros O santuário...
Monja Monja (Cruz e Souza) Ó Lua, Lua triste, amargurada, Fantasma de b...
Lápide Lápide (Paulo Leminski) Lápide 1 epitáfio para o corpo Aqui jaz um g...
O tonel do ódio O tonel do ódio (Charles Pierre Baudelaire) Tradução de Alvaro Reis O ...

Deixe uma resposta