Quando Tornar a Vir a Primavera

Print Friendly, PDF & Email

Quando Tornar a Vir a Primavera (Alberto Caeiro)

Quando tornar a vir a Primavera
Talvez já não me encontre no mundo.
Gostava agora de poder julgar que a Primavera é gente
Para poder supor que ela choraria,
Vendo que perdera o seu único amigo.
Mas a Primavera nem sequer é uma cousa:
É uma maneira de dizer.
Nem mesmo as flores tornam, ou as folhas verdes.
Há novas flores, novas folhas verdes.
Há outros dias suaves.
Nada torna, nada se repete, porque tudo é real.

Publicações relacionadas

O engenho de Seu Lula O engenho de Seu Lula (José Lins do Rego) Trecho do livro "Fogo Morto" Che...
N’augusta solidão dos cemitéri... N’augusta solidão dos cemitérios (Augusto dos Anjos) Soneto N’augusta soli...
Síndrome Síndrome (Mario Benedetti) Do livro "Inventár...
Árvores do Alentejo Árvores do Alentejo (Florbela Espanca) Horas mortas... curvadas aos pés do Mo...

Deixe uma resposta