Quem não sabe de ajuda

Print Friendly, PDF & Email

Quem não sabe de ajuda (Bertold Brecht)

Como pode a voz que vem das casas
Ser a da justiça
Se nos pátios estão os desabrigados?

Como pode não ser um embusteiro aquele que
Ensina os famintos outras coisas
Que não a maneira de abolir a fome?

Quem não dá o pão ao faminto
Quer a violência.

Quem na canoa não tem
Lugar para os que se afogam
Não tem compaixão.

Quem não sabe de ajuda
Que cale.

Publicações relacionadas

Trevas Trevas (George Gordon Byron) (Tradução de Castro Alves) Eu tive um sonho q...
Quero fazer os poemas das cois... Quero fazer os poemas das coisas materiais (Walt Whitman) Quero fazer os poem...
Anelo Anelo (Johann Wofgang von Goethe) Tradução de Manuel Bandeira Só aos sáb...
Lirial Lirial (Augusto dos Anjos) Por que choras assim, tristonho lírio, Se eu sou ...

Deixe uma resposta