Quem não sabe de ajuda

Print Friendly, PDF & Email

Quem não sabe de ajuda (Bertold Brecht)

Como pode a voz que vem das casas
Ser a da justiça
Se nos pátios estão os desabrigados?

Como pode não ser um embusteiro aquele que
Ensina os famintos outras coisas
Que não a maneira de abolir a fome?

Quem não dá o pão ao faminto
Quer a violência.

Quem na canoa não tem
Lugar para os que se afogam
Não tem compaixão.

Quem não sabe de ajuda
Que cale.

Publicações relacionadas

Cidade Cidade (Oswald de Andrade) Foguetes pipocam o céu quando em quando Há uma mo...
Preceito 10 Preceito 10 (Gregório de Matos) Graças a Deus que cheguei a coroar meus d...
O mapa O mapa (Mário Quintana) Olho o mapa da cidade Como quem examinasse A anatom...
Soneto de intimidade Soneto de intimidade (Vinicius de Moraes Nas tardes da fazenda há muito azul ...

Deixe uma resposta