Vladmir_Maiakowski

Dedução

Print Friendly, PDF & Email

Dedução (Vladmir Maiakowski)

Tradução de E. Carrera Guerra

Não acabarão nunca com o amor,
nem as rusgas,
nem a distância.
Está provado,
pensado,
verificado.
Aqui levanto solene
minha estrofe de mil dedos
e faço o juramento:
Amo
firme,
fiel
e verdadeiramente.

Publicações relacionadas

Preceito 10 Preceito 10 (Gregório de Matos) Graças a Deus que cheguei a coroar meus d...
Arte de Amar Arte de Amar (Thiago de Mello Não faço poemas como quem chora, nem faço ver...
À história À história (Antero de Quental) de Odes mod...
Preceito 08 Preceito 08 (Gregório de Matos) As culpas, que me dão nele, são, que em t...

Deixe uma resposta