Razão de ser

Print Friendly, PDF & Email

Razão de ser (Paulo Leminski)

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso.
Preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?

Publicações relacionadas

As Bolas de Sabão As Bolas de Sabão (Alberto Caeiro) ...
A gleba me transfigura A gleba me transfigura (Cora Coralina) Sinto que sou abelha no seu artesanato...
O Luar (2) O Luar 2 (Alberto Caeiro) De O Guar...
Lembrem de mim Lembrem de mim (Paulo Leminski) lembrem de mim como de um que ouvia a chu...

Deixe uma resposta