Sobre a violência

Print Friendly, PDF & Email

Sobre a violência (Bertold Brecht)

A corrente impetuosa é chamada de violenta
Mas o leito do rio que a contem
Ninguem chama de violento.
A tempestade que faz dobrar as betulas
E tida como violenta
E a tempestade que faz dobrar
Os dorsos dos operários na rua?

Publicações relacionadas

Cravo de noiva Cravo de noiva (Augusto dos Anjos) Cravo de noiva. A nívea cor de cera Que o...
El sur El sur (Jorge Luis Borges) Desde uno de tus patios haber mirado las antiguas...
O apanhador de desperdícios O apanhador de desperdícios (Manoel de Barros) Uso a palavra para compor meus...
N’augusta solidão dos cemitéri... N’augusta solidão dos cemitérios (Augusto dos Anjos) Soneto N’augusta soli...

Deixe uma resposta