Sonho Branco

Print Friendly, PDF & Email

Sonho Branco (Cruz e Souza)

De linho e rosas brancas vais vestido,
Sonho virgem que cantas no meu peito!…
És do Luar o claro deus eleito,
Das estrelas puríssimas nascido.

Por caminho aromal, enflorescido,
Alvo, sereno, límpido, direito,
Segues radiante, no esplendor perfeito,
No perfeito esplendor indefinido…

As aves sonorizam-te o caminho…
E as vestes frescas, do mais puro linho
E as rosas brancas dão-te um ar nevado…

No entanto, Ó Sonho branco de quermesse!
Nessa alegria em que tu vais, parece
Que vais infantilmente amortalhado!

Publicações relacionadas

Te quiero Te quiero (Mario Benedetti) Tus manos son mi caricia mis acordes cotidianos...
Os bilhetes por favor Os bilhetes por favor (David Hebert Lawrence) Há no centro da Inglat...
Ser Poeta Ser Poeta (Florbela Espanca) Do Livro Charneca em...
Ao Começar meus estudos Ao Começar meus estudos (Walt Whitman) Ao Começar meus estudos, me agradou t...

Deixe uma resposta