A Neve

Print Friendly, PDF & Email

A Neve (Alberto Caeiro)

A neve pôs uma toalha calada sobre tudo.
Não se sente senão o que se passa dentro de casa.
Embrulho-me num cobertor e não penso sequer em pensar.
Sinto um gozo de animal e vagamente penso,
E adormeço sem menos utilidade que todas as ações do mundo.

Publicações relacionadas

Diferente Diferente (Arnaldo Antunes) tá tudo tão diferente eles são tão parecidos mas...
A Geramano Meirelles A Geramano Meirelles (Antero de Quental) ...
Leilão de jardim Leilão de jardim (Cecília Meireles) Quem me compra um jardim com flores? ...
O descalabro a ócio e estrelas... O descalabro a ócio e estrelas... (Álvaro de Campos) O descalabro a ócio e es...

Deixe uma resposta