A vida assim nos afeiçoa

Print Friendly, PDF & Email

A vida assim nos afeiçoa (Manuel Bandeira)

Se fosse dor tudo na vida,
Seria a morte o grande bem.
Libertadora, apetecida,
A alma dir-lhe-ia, ansiosa: – “Vem!

Mas horas há que marcam fundo…
Feitas, em cada um de nós,
De eternidades de segundo,
Cuja saudade extingue a voz.

A vida assim nos afeiçoa,
Prende. Antes fosse toda fel!
Que ao se mostrar às vezes boa,
Ela requinta em ser cruel…

Publicações relacionadas

Cien Sonetos de Amor – X... Cien Sonetos de Amor - XXV (Pablo Neruda) Antes de amarte. amor, nada era mío...
O Pastor Amoroso O Pastor Amoroso (Alberto Caeiro) O pastor amoroso perdeu o cajado, ...
Valle lozano Valle lozano (José Martí) Dígame mi labriego Otros, con dagas grandes ¿Cómo ...
Adolescente Adolescente (Vladmir Maiakowski) A juventude tem mil ocupações. Estudamos gr...

Deixe uma resposta