Aço e flor

Print Friendly, PDF & Email

Aço e flor (Paulo Leminski)

Quem nunca viu
que a flor, a faca e a fera
tanto fez como tanto faz,
e a forte flor que a faca faz
na fraca carne,
um pouco menos, um pouco mais,
quem nunca viu
a ternura que vai
no fio da lâmina samurai,
esse, nunca vai ser capaz.

Publicações relacionadas

Rosário Rosário (Vinicius de Moraes E eu que era um menino puro Não fui perder minha...
La Saeta La Saeta (Antonio Machado) ¿Quién me presta una escalera, (Quem me empres...
Cartas de meu avô Cartas de meu avô (Manuel Bandeira) A tarde cai, por demais Erma, úmida e si...
Minha Universidade Minha Universidade (Vladmir Maiakowski) Conheceis o francês, sabeis dividir...

Deixe uma resposta