Amor, então, também, acaba?

Print Friendly, PDF & Email

Amor, então, também, acaba? (Paulo Leminski)

do livro “Caprichos e Relaxos.”

Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima.

Publicações relacionadas

Aventura na casa atarracada Aventura na casa atarracada (Ana Cristina Cesar) Movido contraditoriamente ...
Senhora Dona Bahia Senhora Dona Bahia (Gregório de Matos) Senhora Dona Bahia, nobr...
Nunca Sei Nunca Sei (Alberto Caeiro) Nunca sei como é que se pode achar um poente tr...
Poema tirado de uma notícia de... Poema tirado de uma notícia de jornal (Manuel Bandeira) João gostoso era carr...

Deixe uma resposta