Amor, então, também, acaba?

Print Friendly, PDF & Email

Amor, então, também, acaba? (Paulo Leminski)

do livro “Caprichos e Relaxos.”

Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima.

Publicações relacionadas

Alberto Caeiro Alberto Caeiro (1889-1915) POEMAS PUBLICADOS BIOGRAFIA: U...
A morte de vênus A morte de vênus (Augusto dos Anjos) Velhos berilos, pálidas cortinas, Morno...
A Geramano Meireles A Geramano Meireles (Antero de Quental) ...
Num Meio-Dia de Fim de Primave... Num Meio-Dia de Fim de Primavera (Alberto Caeiro) ...

Deixe uma resposta