não creio

Print Friendly, PDF & Email

não creio (Paulo Leminski)

do livro “Caprichos e Relaxos.”

que fosse maior
a dor de dante
que a dor
que este dente
de agora em diante
sente

não creio
que joyce
visse mais numa palavra
mais do que fosse
que nesta pasárgada
ora foi-se

tampouco creio
que mallarmé
visse mais
que esse olho
nesse espelho
agora
nunca
me vê.

Publicações relacionadas

Rebelado Rebelado (Augusto dos Anjos) Ri tua face um riso acerbo e doente, ...
Silêncio!… Silêncio!... (Florbela Espanca) No fadário que é meu, neste penar, Noite alt...
Ao longe, ao luar Ao longe, ao luar (Fernando Pessoa) Ao longe, ao luar, No rio uma vela, S...
Queixas Noturnas Queixas Noturnas (Augusto dos Anjos) Quem foi que viu a minha Dor chorando?! ...

Deixe uma resposta