Aninha e suas pedras

Print Friendly, PDF & Email

Aninha e suas pedras (Cora Coralina)

(Outubro, 1981)

Não te deixes destruir…
Ajuntando novas pedras
e construindo novos poemas.

Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.

Faz de tua vida mesquinha
um poema.

E viverás no coração dos jovens
e na memória das gerações que hão de vir.

Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.

Vem a estas páginas
e não entraves seu uso
aos que têm sede.

Publicações relacionadas

El alba denominadora El alba denominadora (Rafael Alberti) A embestidas suaves y rosas, la mad...
Hombre de la esquina rosada Hombre de la esquina rosada (Jorge Luis Borges) ...
O Condenado O Condenado (Augusto dos Anjos) Folga a justiça e ...
Aos Leitores Amigos Aos Leitores Amigos (Johann Wofgang von Goethe) Poetas não podem calar-se, Q...

Deixe uma resposta