À Capela do Almeida

Print Friendly, PDF & Email

À Capela do Almeida (Castro Alves)

GRATO oásis do viajante,
Terra de lindos primores,
Tu és sultana das flores,
Bela filha do sertão.
Aí no regaço ameno
O lasso e triste romeiro,
Se esquece do amor primeiro
Pois te dá seu coração.

Que importa por longes terras
Se ostentem mil maravilhas?
Paris, Nápoles, Sevilha,
Não têm o atrativo teu.
Em vez de luxo — tens flores,

Em vez de sedas — perfumes,
Em vez de bailes — os lumes
Das estrelinhas do Céu.

Publicações relacionadas

Vai pelo cais fora um bulício ... Vai pelo cais fora um bulício de chegada próxima (Álvaro de Campos) Vai pelo ...
Lápide Lápide (Paulo Leminski) Lápide 1 epitáfio para o corpo Aqui jaz um g...
A Grande Esfinge do Egito A Grande Esfinge do Egito (Fernando Pessoa) A Grande Esfinge do Egito sonha p...
Epitáfio Epitáfio (Walt Whitman) Eu parto com o ar – sacudo minha neve branca ao sol q...

Deixe uma resposta