Chama e fumo

Print Friendly, PDF & Email

Chama e fumo (Manuel Bandeira)

Amor – chama e, depois, fumaça…
Medita no que vais fazer:
O fumo vem, a chama passa…
Gôzo cruel, ventura escassa,
Dono do meu e do teu ser,
Amor – chama e, depois, fumaça…

Tanto êle queima! e, por desgraça,
Queimado o que melhor houver,
O fumo vem, a chama passa…

Paixão puríssima ou devassa,
Triste ou feliz, pena ou prazer,
Amor – chama e, depois, fumaça…

A cada par que a aurora enlaça,
Como é pungente o entardecer!
O fumo vem, a chama passa…

Antes, todo êle é gôsto e graça.
Amor, fogueira linda a arder!
Amor – chama e, depois, fumaça…

Porquanto, mal se satisfaça,
(Como te poderei dizer?…)
O fumo vem, a chama passa…

A chama queima. O fumo embaça.
Tão triste que é! Mas, tem de ser…
Amor?… – chama e, depois, fumaça:
O fumo vem, a chama passa…

Publicações relacionadas

Andei léguas de sombra Andei léguas de sombra (Fernando Pessoa) Andei léguas de sombra Dentro em...
P.M.S.L. P.M.S.L. (Ferreira Gullar) Impossivel é não odiar estas manhãs sem teto e...
A Esmola de Dulce A Esmola de Dulce (Augusto dos Anjos) Ao Alfredo A. E todo o dia eu vou co...
Vozes da Morte Vozes da Morte (Augusto dos Anjos) Agora, sim! Vamos morrer, reunidos, Tam...

Deixe uma resposta