Debussy

Print Friendly, PDF & Email

Debussy (Manuel Bandeira)

Para cá, para lá . . .
Para cá, para lá . . .
Um novelozinho de linha . . .
Para cá, para lá . . .
Para cá, para lá . . .
Oscila no ar pela mão de uma criança
(Vem e vai . . .)
Que delicadamente e quase a adormecer o balança
— Psio . . . —
Para cá, para lá . . .
Para cá e . . .
— O novelozinho caiu.

Publicações relacionadas

O Luar O Luar (Alberto Caeiro) De O Guarda...
O Luar (2) O Luar 2 (Alberto Caeiro) De O Guar...
Haicai Haicai (Paulo Leminski) a estrela cadente me caiu ainda quente na palma d...
É o êxtase langoroso É o êxtase langoroso (Paul Verlaine) É o êxtase langoroso É a fadiga amorosa...

Deixe uma resposta