Noite carioca

Print Friendly, PDF & Email

Noite carioca (Ana Cristina Cesar)

Diálogo de surdos, não: amistoso no frio.
Atravanco na contramão. Suspiros no
contrafluxo. Te apresento a mulher mais discreta
do mundo: essa que não tem nenhum segredo.

Publicações relacionadas

Siderações Siderações (Cruz e Souza) Para as Estrelas de cristais gelados As...
O convertido O convertido (Antero de Quental) ...
Como um Grande Borrão Como um Grande Borrão (Alberto Caeiro) ...
Animais Animais (Walt Whitman) Penso que poderia desviar-me e viver com os animais, s...

Deixe uma resposta