Noite carioca

Print Friendly, PDF & Email

Noite carioca (Ana Cristina Cesar)

Diálogo de surdos, não: amistoso no frio.
Atravanco na contramão. Suspiros no
contrafluxo. Te apresento a mulher mais discreta
do mundo: essa que não tem nenhum segredo.

Publicações relacionadas

A minha Mãe A minha Mãe (Bertold Brecht) Tradu...
Soma Soma (Arnaldo Antunes) mais que lento: parado mais que parado: morto mais...
Veinte poemas de amor y una ca... Veinte poemas de amor y una canción desesperada - 05 (Pablo Neruda) Para que ...
Quando Vier a Primavera Quando Vier a Primavera (Alberto Caeiro) Quando vier a Primavera, Se eu já ...

Deixe uma resposta